19
NOV
2014

Comportamentos Aditivos e Dependências

Posted By :
Comments : 0

A adição e a adoção de comportamentos de alto risco associados a substâncias ou a atividades, têm características comuns, nomeadamente, quando se tornam tão excessivos na vida dos indivíduos, que assumem um papel fundamental, conduzindo-os a situações de negligência ou exclusão de outras atividades da sua vida quotidiana, quer a nível social, quer a nível escolar ou profissional.

A atual conjuntura económica e social do país, provocou um impacto sistémico em diversos setores da sociedade portuguesa, traduzidos algumas regiões, no aumento das recaídas, na severidade das dependências, no surgimento de novos padrões de consumo, de novas dependências e de novas substâncias psicoativas.

Nas últimas décadas o estado tem-se adaptado aos novos paradigmas deste fenómeno global, procurando as respostas mais adequadas e eficazes para o cidadão, face à diversidade das problemáticas associadas aos comportamentos aditivos e dependências, sendo Portugal nesta matéria, uma referência em termos internacionais.

O atual governo, através do Decreto-lei nº 124/2011 de 29 de Dezembro, extinguiu o Instituto da Droga e da Toxicodependência e integrou as suas estruturas operativas nas Administrações Regionais de Saúde.

Com esta medida perdeu-se a verticalidade do serviço, a uniformidade de critérios e de procedimentos a nível nacional, ou seja, toda uma cultura institucional construída de saberes e de excelência, praticada pelos seus profissionais, com dedicação e empenho ao longo dos anos e o gradual surgimento da degradação dos serviços prestados, por falta de recursos humanos e ausência de uma estratégia de intervenção integrada.

Mais notória na área da Prevenção, apesar da reconhecida importância desta área, que tem sido secundarizada pelo tratamento (após integração nas ARS’s),o que fragiliza a qualidade da intervenção preventiva e os resultados obtidos pelas mesmas.

Nesta ótica, impõe-se ao Partido Socialista, refletir e apresentar propostas, que invertam a situação criada, trazendo a necessária estabilidade ao serviço, e restabelecendo os padrões de qualidade e exigência anteriormente existentes.

João Sardica