20
ABR
2016

Presidente da Câmara Municipal de Beja desconhece a realidade do Concelho

Citando o Presidente da Câmara Municipal de Beja, escreve-se numa edição do jornal “Público” da semana passada numa peça dedicada aos 5 anos de existência do aeroporto de Beja enquanto também estrutura civil que, e reproduzimos, “A cidade não tem camas hoteleiras em número suficiente para alojar os passageiros de um único avião”. (frase completa retirada do Jornal “Público”)

O P.S./Beja considera que esta afirmação é por demais demonstrativa de que o Presidente da Câmara Municipal de Beja, passados quase 3 anos sobre o início de funções, não é conhecedor da realidade do Concelho e que está manifestamente desenquadrado do meio geográfico em que exerce funções.

A cidade de Beja não sendo um polo turístico por excelência, facto que reconhecemos, tem para oferecer mais de 500 camas em Hotéis a que se somam mais 200 camas em unidades de alojamento local, pousadas e turismos rurais nas freguesias urbanas. A essas 700 camas que a cidade oferece, devemos acrescentar sensivelmente mais 300 em unidades diversas na área do Concelho mas fora da zona urbana, num total de cerca de 1.000 camas.

Ora as aeronaves Boeing ou Airbus que são regularmente utilizadas para voos na Europa têm uma capacidade média de entre 150 a 180 passageiros.

O Presidente da Câmara Municipal de Beja ao proferir uma afirmação desta natureza, desvaloriza e desconsidera por completo o esforço feito pelos empresários do ramo da hotelaria no sentido de oferecerem unidades de qualidade e pode eventualmente causar dano na imagem da cidade, desincentivando os operadores turísticos de procurar a cidade como destino de curta ou de média duração em iniciativas e roteiros que organizem.

Uma cidade capital de distrito cujo Presidente da Câmara afirma a um jornal de referência nacional que não tem oferta suficiente de camas para alojar os passageiros de um único avião significaria, objetivamente, que a cidade de Beja não teria 200 camas para oferecer a quem nos procura e aqui se pretende instalar durante um período maior ou menor de tempo. Nenhum operador turístico de referência se sente à vontade para procurar Beja nestas circunstâncias que felizmente não correspondem à verdade e que foram feitas por um Presidente da Câmara que lamentavelmente não conhece Beja.

O Secretariado da Concelhia de Beja do Partido Socialista